INOVA avança com obras de requalificação do Ecocentro

 

A Inova – Empresa de Desenvolvimento Económico e Social de Cantanhede, E.M.-S.A., responsável pela gestão do sistema de resíduos sólidos urbanos e limpeza urbana do Município de Cantanhede, iniciou as obras de requalificação e modernização do Ecocentro localizado na zona industrial de Cantanhede.

O investimento, no valor de 662.400,00€ (mais IVA), é parcialmente cofinanciado pelo POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, no âmbito da candidatura “Projetos Inovadores de Recolha Seletiva”.

As obras, que têm um prazo de execução de 360 dias, têm por objetivo a criação de melhores condições para a população e empresas depositarem diversos tipos de resíduos com vista à sua posterior valorização e/ou reciclagem, aumentando a capacidade de armazenamento e recebimento do ecocentro para 696,89 ton/ano, o que equivale a um aumento de 50% face às quantidades atualmente recebidas.

Este investimento faz parte de uma operação que tem por objetivo a criação de um novo sistema de recolha seletiva com cobertura integral do território municipal, para determinadas frações contidas nos resíduos urbanos, nomeadamente resíduos perigosos providentes de habitações, outros resíduos multimateriais e têxteis, e inclui também a implementação de um novo serviço designado por “Ecocentro Móvel”.

Na entrega de resíduos no ecocentro está prevista a atribuição de um incentivo económico-financeiro aos utilizadores que entreguem os resíduos devidamente separados.

A proteção do ambiente e a promoção da eficiência dos recursos é uma obrigação da INOVA-EM. Com a requalificação do Ecocentro será possível elevar os indicadores de qualidade de vida, melhorando os resultados na proteção do meio ambiente e na qualificação do ambiente urbano, colocando em prática os princípios da economia circular através de um modelo assente na recolha seletiva.

Segundo Idalécio Oliveira, Presidente do Conselho de Administração da Inova, “trata-se de um investimento fundamental para a melhoria deste serviço sob responsabilidade da INOVA”. Idalécio Oliveira, referiu ainda que “serão também reforçadas as ações de sensibilização acerca da importância do papel da comunidade e da respetiva mudança de atitudes no processo de prevenção e redução da produção de resíduos, no sentido de aumentar a reutilização e recuperação dos materiais e a preparação para a valorização e reciclagem. Hoje em dia, não faz sentido observar descargas deste tipo de resíduos ao lado de contentores, no chão ou mesmo ao longo das estradas. Além do ecocentro e dos ecopontos distribuídos pelo concelho, a INOVA também disponibiliza serviços de recolha porta-a-porta, mediante prévia marcação, para recolha de aparas de jardim, móveis e eletrodomésticos fora de uso. Porque cada um de nós tem que ter sempre presente que o Ambiente, é meu e de toda a gente”.
 


 

About the Author