Município de Cantanhede aprovou em reunião de câmara de 27 de Dezembro de 2013, contrato de gestão delegada

De acordo com o Decreto-Lei n.º 194/2009 de 20 de Agosto e depois de sujeito a parecer da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR), foi celebrado entre o Município de Cantanhede e a INOVA-EM-SA, o contrato de gestão delegada que irá regular as relações jurídicas, financeiras e operacionais entre as duas entidades, relativas aos serviços municipais de abastecimento de água, águas residuais e resíduos urbanos.
 

Ler mais

Encontra-se aprovado o Plano Estratégico de Gestão Patrimonial de Infraestruturas, para o Abastecimento de Água e Águas residuais

A INOVA integra desde o primeiro momento a Iniciativa Nacional para a Gestão Patrimonial de Infraestruturas (iGPI) promovida pelo LNEC e IST, iniciada em Abril de 2012 e que se estende até final de 2013, tendo como principal objetivo a capacitação para o desenvolvimento de sistemas de Gestão Patrimonial de Infraestruturas (GPI), com ênfase no desenvolvimento e implementação de planos de GPI e a utilização das melhores e mais recentes metodologias e ferramentas de boa prática no domínio da GPI.

Ler mais

Remodelação da rede de saneamento da Tocha

Estão em curso as obras de remodelação da rede de saneamento da Tocha, através de empreitada adjudicada à EMPREIGALDE, pelo valor de 510.001 euros e com um prazo de execução de 365 dias.
 
Com intervenção prevista em aproximadamente 4800 metros de rede coletora, os trabalhos incluem a substituição e a reparação de coletores e caixas em vista, através de métodos diversos conforme o estado da infraestrutura, a dificuldade de acesso à mesma, a localização e as implicações no trânsito e na normal utilização dos espaços públicos.
 

Ler mais

Inaugurada em 17 de Outubro

Etar de Outil está a funcionar

O custo da empreitada ascende a cerca de 1 milhão de euros e teve uma comparticipação comunitária de 60%, no âmbito do Programa de Valorização do Território (POVT). Faz parte de um programa de investimentos no sector do saneamento da ordem dos 13,4 milhões de euros, com o qual o Município de Cantanhede ficará, em 2012, com 95% do território servido por sistema de recolha e tratamento de esgotos. A ETAR de Outil foi ontem inaugurada para tratar os efluentes desta freguesia, bem como os lugares de Zambujal e Fornos, na freguesia de Cadima, ficando agora as duas com uma taxa de cobertura de 100%.

Ler mais

Mais de 13 milhões de euros em empreitadas no sector de saneamento

Taxa de cobertura de 95% do território até 2012

O Presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, João Pais de Moura, A Vice-Presidente da autarquia, Helena Teodósio, e o Presidente do Conselho de Administração da Inova-EEM, António Patrocínio Alves, realizaram em 13 de Junho mais uma visita a vários locais do Concelho onde estão a ser executadas obras de saneamento.

A visita serviu para fazer um ponto da situação relativamente ao modo como estão a decorrer diversas empreitadas do total de 13 que a empresa municipal tem em curso no âmbito de um programa de obras que envolve investimentos na ordem dos 13,4 milhões de euros e que deverá estar concluído dentro de um ano. Quando tal acontecer, o Município de Cantanhede terá uma taxa de cobertura da ordem dos 95% do território, mais 5% do que o preconizado no PEAASAR II (Plano Estratégico de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais), que aponta às entidades do sector a meta de 90% até 2013.

Ler mais

Investimentos a cargo da INOVA-EEM

Empreitadas no sector do saneamento prosseguem em bom ritmo

O presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, João Moura, a vice-presidente da autarquia, Helena Teodósio, e o presidente do Conselho de Administração da Inova-EEM, António do Patrocínio Alves, fizeram ontem mais uma visita a vários locais onde estão a ser executadas obras de saneamento no concelho.A visita serviu para fazer um ponto da situação relativamente ao modo como estão a decorrer diversas empreitadas que a empresa municipal tem em curso no âmbito de um programa de obras que envolve investimentos na ordem dos 13,4 milhões de euros e que deverá estar concluído dentro de um ano. Quando tal acontecer, o Município de Cantanhede terá uma taxa de cobertura da ordem dos 95% do território, mais 5% do que o preconizado no PEAASAR II (Plano Estratégico de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais), que aponta às autarquias a meta de 90% até 2013.

Ler mais

Páginas